Saudações a James Green

Como novo Diretor Executivo da Associação de Estudos Brasileiros, gostaria de expressar minha gratidão a James N. Green, que ocupa a cátedra “Carlos Manuel de Cespedes” de História Moderna da América Latina e Estudos Portugueses e Brasileiros na Brown University, que acaba de terminar um mandato de cinco anos como Diretor Executivo da BRASA. Nas últimas três décadas, ninguém fez mais para construir e fortalecer a BRASA como organização acadêmica internacional, à qual ele ingressou logo após sua fundação, no início dos anos 1990. Até o momento, ele é a única pessoa que atuou como Presidente (2002-2004) e Diretor Executivo (2015-2020) da associação. Jim é também um dos principais historiadores modernos do Brasil e autor de obras inovadoras, incluindo Revolucionário e Gay: A vida extraordinária de Herbert Daniel; Apesar de vocês: Oposição à ditadura militar nos EUA, 1964-85; Além do Carnaval: a homossexualidade masculina no Brasil do século XX; dezenas de artigos e capítulos em coletâneas de textos acadêmicos. Durante 2020-2021, ele estará em licença sabática trabalhando no projeto de um novo livro “Geração 77: Cultura Juvenil e o Fim da Ditadura Brasileira”. Muito antes de Jim se decidir pela carreira acadêmica, se engajou com as lutas pelos direitos da população LGBTQ, justiça social e democracia no Brasil durante o período do regime militar. Com o ressurgimento do autoritarismo de extrema direita no Brasil, o trabalho de Jim como Coordenador Nacional da Rede dos EUA para a Democracia no Brasil é mais urgente do que nunca. E ele vai, claro, permanecer comprometido com a BRASA e sua missão de divulgar os Estudos Brasileiros. Também gostaria de agradecer Ramon Stern, que tanto ajudou durante a transição do secretariado da Brown para Tulane. Christopher Dunn, Tulane University

Posted by decubing">decubingon August 29, 2020and categorized as Featured Photographer, Fotógrafo destacado, News, Notícias, Uncategorized